Martins de Porangaba - Galeria22
A Galeria 22 está no mercado há mais de 20 anos e procura levar aos seus clientes o que há de melhor na arte brasileira, sempre com o objetivo de valorizar o investimento de quem se interessa por esse mercado.
galeria, obra de arte, escultura, pintura, gravura, desenho, artistas brasileiros, exposições
21589
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-21589,theme-bridge,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,hide_top_bar_on_mobile_header,columns-4,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.4,vc_responsive

Martins de Porangaba

José Carlos de Porangaba Martins (Porangaba, Brasil, 20 de abril de 1944), mais conhecido como Martins de Porangaba, é um pintor, desenhista e gravador brasileiro.

Fixou residência em São Paulo, cursou desenho, pintura e modelo vivo na Associação Paulista de Belas Artes, entre 1967 e 1970.

 

Na década de 70, estuda gravura com Paulo Mentem e modelagem com Olinda Dalma; e funda o Atelier J. Martins, em 1972. Em 1980, leciona pintura na Escola Panamericana de Artes.

 

Sua obra está representada em numerosas instituições tais como a Pinacoteca do Estado de São Paulo[1] , Museu de Arte Contemporânea de Campinas, Centro Cívico de Santo André, Divisão de Museus e Arquivos Históricos de Taubaté, Pinacoteca Sambra, Pinacoteca da Prefeitura de Piracicaba, Pinacoteca do Brazilian-American Cultural Institute, Spor 1 Gallery Remisen Brande Dinamarca, Fórum Distrital de Porangaba e em numerosas coleções particulares no Brasil, Alemanha, China, Espanha, França, Inglaterra, Panamá, Portugal, Suíça, Estados Unidos da América, Venezuela, Dinamarca.

 

Escreveram sobre a obra de Martins de Porangaba os críticos Dominique Edouard Beachler, Enock Sacramento, Ivo Zanini, Jacob Klintowitz, José Neistein e Walmir Ayala.