Galeria22 | Baltimore Museum of Art dedica 2020 para celebrar artistas mulheres
A Galeria 22 está no mercado há mais de 20 anos e procura levar aos seus clientes o que há de melhor na arte brasileira, sempre com o objetivo de valorizar o investimento de quem se interessa por esse mercado.
galeria, obra de arte, escultura, pintura, gravura, desenho, artistas brasileiros, exposições
23602
post-template-default,single,single-post,postid-23602,single-format-standard,theme-bridge,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,hide_top_bar_on_mobile_header,columns-4,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.4,vc_responsive

Baltimore Museum of Art dedica 2020 para celebrar artistas mulheres

Baltimore Museum of Art dedica 2020 para celebrar artistas mulheres

Museus & Institutos Mickalene Thomas, Tamika sur une chaise longue avec Monet, 2012

A programação do museu inclui exposições de Mickalene Thomas, Joan Mitchell e Candice Breitz

O Baltimore Museum of Art (BMA) lançou a programação anual de 2020 com exposições dedicadas à apresentação de artistas de identificação feminina. A iniciativa faz parte dos esforços da BMA para lidar com as lacunas de diversidade de raça e gênero dentro do museu. Também coincide com o centésimo aniversário da aprovação da Décima Nona Emenda, que foi ratificada em 18 de agosto de 1920 e garantiu às mulheres nos EUA o direito de votar.

Começando ainda este ano, o museu realizará treze exposições individuais e sete apresentações temáticas, incluindo “By Their Creative Force: American Women Modernists”, “Adorned: African Women & the Art of Identity,” e “Women Behaving Badly”, que examinarão as representações do poder feminino e os protestos na arte européia e americana. Os destaques também incluem uma obra em larga escala encomendada à Mickalene Thomas, uma retrospectiva da carreira de Joan Mitchell, uma apresentação dos trabalhos em vídeo de Candice Breitz e a reinstalação de várias galerias do museu para enfatizar a profundidade e a diversidade da arte feminina ao longo do tempo.

Joan Mitchell, Bracket, 1989

Joan Mitchell, Bracket, 1989

Nos últimos anos, o museu tem se esforçado para expandir suas exposições de mulheres artistas e artistas negras, a fim de refletir com mais precisão a população que local. No ano passado, anunciou que leiloaria grandes obras de artistas brancos, como Andy Warhol e Robert Rauschenberg, e usaria os fundos para adicionar mais obras de artistas sub-representados em sua coleção. Com os lucros, obras de Melvin Edwards, Meleko Mokgosi e Amy Sherald entraram em sua coleção.

“A iniciativa do BMA serve para reconhecer as vozes, narrativas e inovações criativas de uma série de artistas mulheres extraordinariamente talentosas”, disse o diretor do museu, Christopher Bedford. “O objetivo desse esforço é reequilibrar as escalas e reconhecer os modos pelos quais as contribuições das mulheres ainda não recebem o exame acadêmico, o diálogo e a aclamação pública que merecem. Essa visão e meta são especialmente apropriadas, dado o papel central que as mulheres desempenharam na formação deste museu ao longo de sua história”.

Baltimore Museum of Art

Fundado em 1914, o Baltimore Museum of Art é um importante destino cultural reconhecido por envolver diversos públicos por meio de exposições dinâmicas e programas educacionais inovadores e comunitários. A renomada coleção do BMA engloba 95.000 objetos, com mais de 1.000 obras de Henri Matisse, ancoradas pela famosa Cone Collection de arte moderna, bem como uma das melhores coleções norte-americanas de gravuras, desenhos e fotografias.

As galerias exibem uma coleção excepcional de arte da África; obras importantes de artistas contemporâneos estabelecidos e emergentes; pinturas européias e americanas de destaque, esculturas e artes decorativas; obras de arte significativas da China; antigos mosaicos; e têxteis requintados de todo o mundo.

O BMA está localizado em Charles Village, ao lado do campus principal da Universidade Johns Hopkins. A entrada é gratuita.

Fonte: TouchofClass – 15/08/2019