Galeria22 | 9ª edição ArtRio chega, com foco na arte brasileira
A Galeria 22 está no mercado há mais de 20 anos e procura levar aos seus clientes o que há de melhor na arte brasileira, sempre com o objetivo de valorizar o investimento de quem se interessa por esse mercado.
galeria, obra de arte, escultura, pintura, gravura, desenho, artistas brasileiros, exposições
24071
post-template-default,single,single-post,postid-24071,single-format-standard,theme-bridge,woocommerce-no-js,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,hide_top_bar_on_mobile_header,columns-4,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-11.0,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.5.4,vc_responsive

9ª edição ArtRio chega, com foco na arte brasileira

9ª edição ArtRio chega, com foco na arte brasileira

Esta edição apresenta 95% de expositores do próprio Brasil. Em outros anos, a presença estrangeira já ocupou 40% da feira

Esta edição apresenta 95% de expositores do próprio Brasil. Em outros anos, a presença estrangeira já ocupou 40% da feira
Esta edição apresenta 95% de expositores do próprio Brasil. Em outros anos, a presença estrangeira já ocupou 40% da feira

A feira de arte do Rio de Janeiro chega à sua 9ª edição consolidando-se como uma plataforma de arte, com atividades e projetos que focam na difusão do conceito de arte no país, na solidificação do mercado e no estímulo de crescimento de um novo público.

Ocupando a Marina da Glória até domingo, dia 22 de setembro, a ArtRio dá continuidade a seu forte trabalho de valorização da arte brasileira. São dois setores gerais, PANORAMA e VISTA, além de quatro programas curados – SOLO, MIRA, PALAVRA e BRASIL CONTEMPORÂNEO. Haverá também uma rica agenda com lançamentos de livros, encontros e debates com artistas, colecionadores, curadores e galeristas. Cerca de 80 galerias participam desta edição, tendo passado pelo crivo da ArtRio e selecionadas pelos curadores dos programas.


A ArtRio representa, para o mercado nacional e internacional de arte, um importante evento de negócios e também de valorização da arte e de descoberta de novos e promissores nomes do segmento artístico. A conquista dessa posição é motivo de muito orgulho, pois essa é uma conquista de todos que trabalham na cadeia deste mercado. Quando comecei a desenvolver o projeto da ArtRio, há mais de 10 anos, esse era um grande sonho. Com tudo que realizamos até hoje e com todas as conquistas concretas que tivemos, incluindo o reconhecimento dos grandes nomes globais do segmento, posso afirmar que a ArtRio é a maior plataforma de valorização da arte brasileira. Assim como em anos anteriores, receberemos na feira em setembro grupos de colecionadores e curadores brasileiros e internacionais”, posiciona Brenda Valansi, presidente da ArtRio.
ArtRio 2018. Foto: Divulgação

ArtRio 2018. Foto: Divulgação

Programas

A feira se divide em setores e programas diversos. No PANORAMA, participam galerias com atuação estabelecida no mercado de arte moderna e contemporânea. Já no VISTA estão galerias jovens, com até 10 anos de existência, contando com projetos expositivos desenvolvidos exclusivamente para a feira.

Em sua terceira edição, o setor MIRA explora narrativas visuais de artistas consagrados e novos nomes que usam a vídeo arte como plataforma. Seu curador, Victor Gorgulho – que deu o nome de Novos Horizontes para essa curadoria – selecionou filmes realizados do início da segunda década dos anos 2000 até o
momento (2011-2019). Entre os trabalhos já selecionados estão os filmes Ano Branco (2013), de Luiz Roque – ainda inédito no Rio de Janeiro – e Rise (2018), penúltimo filme da dupla Bárbara Wagner & Benjamin de Burca.

A ArtRio 2019 apresenta Sandra Hegedüs como curadora do programa SOLO, destinado a projetos expositivos com foco em importantes coleções de arte. Brasileira, Sandra vive na França desde 1990, onde desenvolveu atividades de produção audiovisual e deu início à sua coleção particular. Para o projeto SOLO, as galerias selecionadas exibirão apenas obras dos artistas indicados por Sandra Hegedüs.

Em sua segunda edição, o programa BRASIL CONTEMPORÂNEO é dedicado a projetos de artistas
residentes ou oriundos de cidades localizadas fora do eixo Rio de Janeiro – São Paulo. A apresentação deste programa possibilita uma visão mais ampla da produção artística nacional.

O setor PALAVRA reforça a palavra como peça fundamental na arte, promovendo conversas, leituras e performances de poetas e artistas que trabalham com a temática, sob curadoria de Gabriel Gorini.

Fonte: TouchofClass – 20/09/2019