A feira de arte do Rio de Janeiro estreia na Marina da Glória e acontece entre os dias 13 e 17 de setembro com novos programas curatoriais

Para a edição de 2017, a ArtRio apresenta novo formato para visitação das galerias, com seus principais programas PANORAMA e VISTA em um mesmo espaço, permitindo uma melhor visualização de todos os estandes. O evento também terá programas especiais curados, como o SOLO, o MIRA e o PALAVRA.

Alinhada a uma tendência mundial, que privilegia cada vez mais a qualidade e a experiência e não o grande volume de expositores, a ArtRio apresentará esse ano cerca de 70 galerias, todas aprovadas por seu Comitê de Seleção, formado pelos galeristas Alexandre Gabriel (Fortes D’Aloia & Gabriel / SP); Anita Schwartz (Anita Schwartz Galeria de Arte / RJ); Elsa Ravazzolo (A Gentil Carioca / RJ); Eduardo Brandão (Galeria Vermelho / SP) e Max Perlingeiro (Pinakotheke / RJ).

Segundo Brenda Valansi, presidente da ArtRio, “essa edição vai trazer uma série de mudanças, buscando apresentar uma feira extremamente consistente e madura, em total adequação às demandas do mercado face a um evento desse porte”. Ela acrescenta ainda que haverá “mais integração entre os programas e galerias, oferecendo uma melhor visitação e circulação. O novo espaço vai permitir ainda a realização de novos programas curados, que sempre trazem um frescor e novas possibilidades de leitura da arte”.

Programas e galerias

Na seção PANORAMA estão as galerias nacionais e estrangeiras com atuação estabelecida no mercado de arte moderna e contemporânea, enquanto a VISTA tem um programa dedicado às galerias mais jovens, que contam com projeto de curadoria experimental. Com foco em arte contemporânea emergente, as galerias desenvolvem propostas artísticas inovadoras especialmente para feira.

Já a seção SOLO, com curadoria da norte-americana Kelly Taxter, acontece sob o o tema Brazilwood, uma mistura de Brazil e Hollywood, levantando o questionamento sobre a liberdade da cultura pop na arte contemporânea frente à diversidade das expressões culturais no mundo globalizado.

Este ano, a ArtRio apresenta MIRA, um projeto totalmente dedicado a vídeo arte. Será a primeira edição do MIRA, realizado em parceria com a Fundação Iberê Camargo. Bernardo José de Souza, curador residente da Fundação, vai assinar também a curadoria deste setor.

Também estreando na ArtRio está o programa PALAVRA, com curadoria da poetisa e artista plástica Claudia Sehbe. A ideia é mostrar como a palavra – escrita e falada – é importante nos diferentes processos de criação da arte. A programação vai unir poetas e artistas que usam a palavra como peça em seu processo criativo. A agenda do PALAVRA vai acontecer em um palco no estilo teatro de arena, projetado exclusivamente por Zanini de Zanine para a ArtRio, que será instalado nos jardins da Marina da Glória e que vai possibilitar a aproximação do público com os artistas.